Blog de vs.margutti
   
 
   



BRASIL, Sudeste, SANTO ANDRE, CAMPESTRE, Homem, Portuguese, Gastronomia, Casa e jardim
 

  Histórico

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Apoio Serviços - Adm. de Condomínios, Contabilidade Empresarial, Consultoria e Treinamentos.




 

 
 

FOTOS DA HORTA DO VALTER...

Localização: Al. São Caetano esquina com a Laranjeiras, Bairro Jardim - Santo André.

Venha conferir, verduras colhida na hora!!!

Horário de Atendimento: Das 06:30hs as 11:00hs de segunda a sábado...

Temos varios tipos de verduras: Alface Lisa, Crespa, Mimosa e Americana, Almeirão, Rúcula, Couve, Espinafre, Acelga, Catalônia, Alho-Poró, Salsinha, Cebolinha e muito mais... Temos também Ovos Caipira!!!


 

Esta dica é para as crianças...

 




Escrito por vs.margutti às 10:40:15 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Matéria para uma alimentação na 3ª idade

- ALIMENTAÇÃO NA TERCEIRA IDADE

1. Alimentação e Saúde 

Atualmente, é crescente a preocupação com as questões sobre a alimentação. Isto é bem visível no nosso dia a dia, onde são freqüentes as reportagens em revistas, jornais, televisão, abordando assuntos referentes à alimentação. 

Este fato é explicado pela estreita ligação entre alimentação e saúde, que hoje está cada vez mais evidente. A alimentação adequada contribui, então, para o bem estar geral.

As bases para uma alimentação correta são sempre as mesmas, porém cada fase da vida merece cuidados especiais. Assim, a alimentação na terceira idade não difere muito da alimentação de um adulto normal, mas deve ser direcionada em função da diminuição das atividades do organismo em geral. 

Uma alimentação correta não exige conhecimentos profundos sobre nutrição. Necessita, entretanto, de uma visão geral do que representam para o nosso organismo.

2. Alimentação e envelhecimento 

Certas características, inerentes ao processo do envelhecimento, determinam peculiaridades no idos, quais sejam: 

A) Mastigação: deve-se levar em consideração a falta de dentes ou a utilização de próteses (dentaduras). No caso da função mastigatória estar íntegra não há razão para modificações de consistência e utilização das chamadas “sopinhas”, purês, etc. 

B) Hábitos alimentares: deve-se considerar que a alimentação está associada a influências éticas, religiosas e fatores sócio-econômicos. Por isso, deve-se pensar nesse fator para a adequação da dieta para cada pessoa. 

C) Situação sócio-econômica: a renda do idoso é um fator que interfere diretamente na sua alimentação. Sendo assim deve-se recomendar a aquisição de alimentos da época, que têm um custo menor e melhor. 

D) Constipação: o indivíduo pode ser acometido por prisão de ventre, devido ao baixo consumo de frutas e verduras, pela diminuição de sua atividade física e pela conseqüente atonia muscular. Deve-se então fornecer abundante quantidade de líquidos e de alimentos ricos em fibras (celulose). Insistir também no consumo de frutas, hortaliças (verduras e legumes) e cereais integrais. 

E) Diminuição das sensações: com o avançar da idade pode ocorrer diminuição da sensibilidade gustativa e olfativa que, conseqüentemente, levam à redução do apetite. Sendo assim, a alimentação deverá ser apresentada de maneira atrativa, preparada de modo comum às demais pessoas da família, salvo possíveis restrições dietéticas. 

F) Diminuição dos processos digestivos: deve-se fracionar a alimentação diária em várias refeições, geralmente cinco a seis por dia, sendo o volume da cada uma delas reduzido. Essa conduta é necessária para facilitar o trabalho digestivo. 

G) Imobilização: a constipação, a obesidade, as úlceras de posição e a impossibilidade de adquirir os alimentos podem levar à osteoporose pela perda de cálcio urinário. A osteoporose pode levar o idoso a uma situação de imobilização parcial ou total. Nesse caso a alimentação, a movimentação na residência e, principalmente, o caminhar são fatores importantes que deverão ser estimulados e controlados. 

H) Diminuição da ingestão de ferro: um dos maiores problemas na velhice é a anemia, uma vez que a capacidade de hemopoiese (ligado a formação do sangue) está reduzida pela diminuição da superfície da medula óssea, geralmente localizada apenas nas extremidades dos ossos longos. O consumo de carnes vermelhas, modificadas em sua consistência se necessário (guisados, sopas, etc.), torna-se importante. 

I) Diminuição na ingestão de vitaminas e sais minerais: verifica-se nos idosos a carência, principalmente, de vitamina C, folatos, piridoxina e zinco. Deve-se então insistir na ingestão de alimentos protéicos, frutas cítricas (laranja, lima, mexerica) e também verduras.

J) Socialização: é importante que o idoso participe das atividades familiares, das refeições coletivas, pois o contato social estimula o apetite.

Os ítens abordados anteriormente são muito importantes e devem ser analisados no momento de planejamento do roteiro alimentar de um idoso. 

3. Funções dos Alimentos

É através dos alimentos que o nosso organismo recebe todas as substâncias (chamadas nutrientes) necessárias ao seu bom funcionamento. Nutrientes são as proteínas, as gorduras, os carboidratos, as vitaminas, os minerais, as fibras e a água.

Cada alimento possui vários nutrientes proporções, exercendo diferentes funções no organismo. Cada nutriente exerce uma função no organismo, e os alimentos são classificados em grupos de acordo com a quantidade de nutrientes que possuem, e portanto, a função que exercem.

As funções dos alimentos são classificadas em: energética, construtora e reguladora.

A) Função Energética

Uma das funções dos alimentos é a de fornecer energia que funciona como combustível para exercermos as mais diversas atividades (andar, falar, respirar, para o coração  bater, etc.)

Pode-se comparar os alimentos energéticos com o combustível do automóvel.

Os alimentos que mais fornecem energia são os que têm grande quantidade de carboidratos e de gorduras

- Alimentos energéticos

I. Fontes de carboidratos

- Cereais (arroz, milho, centeio, cevada, trigo, aveia) e suas farinhas
- Massas (pão, macarrão)
- Feculentos (batata, mandioca, cará, inhame)
- Açúcares, doces, mel, geléias, etc.

II. Fontes de gorduras

- Óleos e Margarinas
- Manteiga, banha, bacon, creme de leite
- Amendoim, amêndoas

Todos este alimentos não devem ser consumidos em excesso, porque uma quantidade maior do que a necessária pode levar à obesidade.

A ingestão de alimentos fontes de gorduras, apesar de muito importante, devido à absorção das vitaminas lipossolúveis, tem sua quantidade controlada devido à sua relação com as doenças cardiovasculares.

B) Função Construtora

É a de fornecer material para construção e manutenção das diferentes partes do corpo e a reparação dos tecidos, que diariamente, são perdidos pelo suor, descamação da pele, cicatrização de ferimentos.

Os alimentos que exercem esta função são fontes de proteínas. As proteínas formam todos os órgãos do nosso corpo (pele, músculo, coração, fígado, etc.), além dos anticorpos para a proteção contra as doenças.

Alimentos Construtores

I. Fontes de proteínas

- Carnes (vaca, porco, aves, pescado) e outras
- Leguminosas secas (feijão, ervilha, lentilha, soja, grão de bico).
- Ovos

Para a terceira idade, particularmente, é muito importante o consumo de leite e substitutos, porque os ossos vão ficando mais fracos, quebram com mais facilidade e são de cicatrização difícil.

C) Função Reguladora

Como próprio nome diz, este grupo tem a função de regular o funcionamento do organismo, como por exemplo:

- Facilitar a digestão e absorção dos alimentos.
- Proteger a pele, visão, dentes.
- Aumentar a resistência às infecções.
- Permitir o bom funcionamento intestinal.

Os alimentos reguladores são fontes de vitaminas, minerais e fibras.

I. Frutas - laranja, limão, mexerica, goiaba, morango, caju, manga.

II. Hortaliças 

- Verduras: agrião, acelga, almeirão, brócolis, escarola, couve, espinafre, mostarda, salsa, rúcula.

- Legumes: pepino, pimentão, berinjela, jiló, abobrinha, chuchu, cenoura.

III. Frutas, Hortaliças e cereais integrais

Especialmente na terceira idade, são importantes os alimentos ricos em fibras, como frutas, verduras e cereais integrais. Com o passar dos anos, ocorre uma diminuição dos movimentos do intestino (que auxiliam na eliminação das fezes), levando à constipação intestinal (prisão de ventre). As fibras, por não serem absorvidas ajudam a eliminação das fezes. Uma dieta rica em fibras impede a absorção acentuada de colesterol e derivados, através do aumento do bolo fecal.



Escrito por vs.margutti às 12:14:38 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Continuação...

4. Dieta Equilibrada

Uma alimentação equilibrada deve fornecer energia e todos os nutrientes necessários ao bom funcionamento do nosso organismo; a quantidade de calorias vai variar de uma pessoa para outra, de acordo com o sexo, idade, peso, altura, atividade física e estado fisiológico ou patológico.

Outro ponto importante que deve ser considerado é o fracionamento, pois na terceira idade, a digestão é mais lenta, então, não é recomendado comer grande quantidade de uma só vez. É aconselhável comer em menor quantidade, fracionada em pelo menos 5 refeições, para não sobrecarregar o estômago.

Uma alimentação equilibrada é aquela que contém, na mesma refeição, pelo menos um alimento de cada grupo.

5. Orientação Dietética

A Nutrição do idoso é tão importante como é para uma criança em fase de crescimento. Sua alimentação não é muito diferente da alimentação do adulto. É importante basicamente para conservar uma vida saudável, sem provocar a diminuição ou o aumento do peso.

I. Para evitar o intestino preso, deve-se:

a) Ingerir diariamente alimentos ricos em fibras, que facilitem o funcionamento intestinal como:

- verduras cruas como alface, almeirão, agrião, rúcula, escarola.
- frutas cruas como alface (c/ bagaço), mamão, banana nanica, pêra (c/casca).
- frutas secas (ameixa, uva passa).
- legumes: abobrinha, abóbora, cenoura, vagem, quiabo, jiló, feculento.
- cereais integrais: arroz, pão integral, aveia.
- outros: farelo e germe de trigo (com frutas, leite, sucos, feijão).

b) Tomar de 4 a 8 copos de líquidos (água, chá, leite ou suco de frutas). Não ingerir durante o almoço ou jantar para que o líquido não ocupe o espaço no estômago que o alimento deveria ocupar.

c) Realizar diariamente atividades leves: Ex.: andar.

d) Evitar o uso constante de laxante, pois o organismo pode se acostumar, e somente funcionar quando o remédio for usado.

II. Evitar o consumo exagerado de sal, pois pode causar o aumento da pressão arterial e a retenção de líquidos (inchaço).

III. Não ingerir muito açúcar, massas doces para evitar excesso de peso. Por isso, preferir as frutas como sobremesa. Além de facilitarem o funcionamento do intestino são ricas em vitaminas.

IV. Ingerir alimentos ricos em ferro, tais como: fígado, rins, coração, carnes em geral, para evitar a anemia, sendo que alguns deles precisam ser evitados se a pessoa tiver colesterol elevado.

V. Para que os alimentos sejam melhor aproveitados, precisam ser bem mastigados, não esquecendo os cuidados com próteses muito gastas e mal ajustadas. Não deixar de comer carnes, legumes, verduras e frutas. As carnes podem ser picadas, desfiadas, moídas ou batidas no liquidificador. Os legumes e as verduras cruas podem ser picadas. As frutas mais "duras" podem ser coradas ou cozidas com casca.

VI. Deve-se dar preferência à utilização de óleos vegetais no preparo e cozimento de alimentos (óleos de soja, de milho, algodão, girassol) sempre em pequenas quantidades.

VII. Para facilitar a digestão, deve-se dividir as refeições em pequenas quantidades (em média 5 a 6 por dia - café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia) refeições.

VIII. A ingestão correta de alimentos ricos em cálcio e a vitamina D previnem problemas nos ossos e fraturas com facilidade. Portanto, deve-se comer diariamente alimentos que contém esses nutrientes, tais como: leite, ovos, queijos, coalhadas, carne, peixe e aves. para o aproveitamento da vitamina D é indispensável tomar sol diariamente (alguns minutos).

IX. Para garantir o recebimento de todas as vitaminas é necessário ter uma alimentação variada e mista.



Escrito por vs.margutti às 12:12:36 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Vitamina D
(menadiona)

 

fígado, gema de ovo, leite, manteiga.

* formação na pele pela exposição aos raios solares

 

 

Função: essencial à formação da estrutura óssea.

Carência: raquitismo em crianças, osteomalácia em adultos.

 

 

Vitamina K
(menadiona)

 

hortaliças, fígado.

* síntese pela flora bacteriana intestinal

 

 

Função: essencial para coagulação sangüínea.

Carência: hemorragias.

 

 

Vitamina E
(tocofenol)

 

germe de trigo, óleos vegetais, gema de ovo, vegetais folhosos e legumes.

 

Função: antioxidante lipídico.

Carência: efeitos no sistema de reprodução muscular, cardiovascular e hematopoético.

 

 

Vitamina B1
(tiamina)

 

cereais integrais, leguminosas, carnes, vísceras, hortaliças verdes, levedura de cerveja.

* perde-se facilmente na água de cocção.

 

 

Função: interfere diretamente no metabolismo carboidratos.

Carência: beribéri.

 

 

 

Vitamina B2
(riboflavina)

 

leite, queijos, carne, fígado, ovos, hortaliças de folhas verdes, cereais integrais e leguminosas.

* pouco solúvel em água.

 

 

Função: conservação dos tecidos e essencial na fisiologia ocular.

Carência: lesões na língua, lábios, nariz e olhos; dermatite seborréica, ardor e fadiga ocular, fotofobia.

 

 

Niacina
(ácido nicotínico)

 

fígado, carnes (aves e peixes inclusive), leguminosas, cereais integrais, leite, ovos.

* muito solúvel em água.

 

 

Função: participa do metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas.

Carência: pelagra.

 

 

Vitamina B12
(cianocobalamina)

 

fígado, rins e demais alimentos de origem animal.

 

Função: formação dos glóbulos vermelhos.

Carência: anemia perniciosa.

 

 

Vitamina C
(ácido ascórbico)

 

frutas cítricas (laranja, tangerina, mexerica, etc.), goiaba, caju, manga, mamão, morango, carambola, tomate, pimentão verde, hortaliças cruas em geral.

 

Função: essencial à integridade das paredes dos capilares sangüíneos e dos tecidos.

Carência: escorbuto.

 



Escrito por vs.margutti às 12:10:54 PM
[] [envie esta mensagem
][]


 

Alimentação na terceira idade - Quadro

Saiba mais sobre vitaminas clicando aqui.

VII. Exemplo de cardápio

Para atender a todas as recomendações nutricionais deve-se variar os alimentos diariamente. A quantidade do alimento a ser ingerido varia de indivíduo para indivíduo pois cada um tem a sua própria necessidade para tanto. Consulte um nutricionista que ele saberá como melhor adaptar a sua dieta com suas necessidades.

Vitaminas LipossolúveisFontesFunção e Carência

Vitamina A

fígado, queijos, creme de leite, manteiga, gema de ovo, rim, cenoura, batata doce amarela e roxa, couve, chicória, espinafre, agrião, folhas de rabanete, folhas de nabo, folhas de beterraba, acelga, brócolis, almeirão, beldorega, manga, mamão.

Função: essencial ao processo visual, essencial à formação dos tecidos epiteliais e da estrutura óssea.

Carência: cegueira noturna, lesões da córnea, ressecamento da pele.

RefeiçõesAlimentosSubstituições
Café da manhã
leite
café
pão francês
geléia
laranja
queijo, coalhada
chá
torrada
""
abacaxi, banana, maçã
Lanche da manhã pêra maçã, caqui, kiwi
Almoço
arroz
feijão
bife grelhado
cenoura cozida
agrião em salada
óleo e sal
mamão
massa, batata, polenta
lentilha, ervilha seca
frango, ovo
chuchu, abobrinha
alface, rúcula, catolonia
ervas aromáticas
melancia, melão
Lanche da Tarde
ricota
chá de cidreira
mini-torrada
pêra
leite, coalhada
café
bolo, biscoito
maçã, caqui, kiwi
Jantar
arroz
feijão
frango cozido
escarola refogada
beterraba em salada
óleo e sal
laranja lima
massa, batata, mandioca
lentilha, ervilha seca
carne de vaca, peixe
acelga, almeirão, agrião
beringela, quiabo
ervas aromáticas
mexerica, morango
Lanche da noite leite iogurte, queijo fresco

 

                          

 

Calendário para plantio...

Mês

Espécie

ano todo

abobrinha, acelga, agrião, alface, almeirão, berinjela, beterraba, cebolinhas, cenoura, chicória, couve manteiga, espinafre, feijão-vagem, jiló, milho, mostarda, pepino, rabanete, rúcula e salsa.  
 
Janeiro semear alface, agrião, aipo, couve, rabanete, almeirão, nabo, beterraba, rúcula, chicória, espinafre, batata-doce, salsa e coentro em locais com clima ameno e chuvas leves. Em clima quente semear as culturas de ano todo.
 
Fevereirosemear rabanete e alface, transplantar o que foi semeado em sementeira.  
 
Março semear direto no canteiro cenoura, almeirão, salsa, alho, e nas sementeiras alface, chicória, espinafre, salsão, couve-flor, brócolis e repolho. Deve-se estar atento para seleção de variedades uma vez que as culturas semeadas nesta época se desenvolverão em clima de inverno.
 
Abrilsemear direto no canteiro agrião, almeirão, beterraba, nabo, salsa, alho, rúcula, chicória, salsão, semear na sementeira , chicória, salsão, couve-flor, brócolis e repolho de inverno, e espinafre.  
 
Maiosemear nos canteiros rabanete, cenoura, almeirão, nabo, beterraba, rúcula, salsa, chicória, salsão, espinafre, couve-flor, brócolis, e repolho de inverno. Semear em sementeira alface.  
 
JunhoPlantio direto no canteiro de almeirão, cenoura, nabo, beterraba, rúcula, alho. Na sementeira chicória, agrião, couve-flor, brócolis e repolho de inverno.  
 
JulhoSemear nos canteiros almeirão, rúcula, alho. Na sementeira semeia-se  alface, rabanete, chicória, beterraba.
 
Agosto Começa-se a selecionar variedades de verão para as que podem ser plantadas o ano todo, de acordo com o clima local. Em sementeira plantar jiló, berinjela, pimenta, pimentão, tomate
 
Setembrosemear alface, rabanete, cenoura, couve-flor, brócolis. Continua plantio de jiló, berinjela, pimenta, pimentão, tomate e ainda abobrinha, feijão de vagem, pepino, maxixe, salsa e coentro.
 
Outubrosemear cenoura, couve-flor, brócolis, repolho, pimentão, tomate, berinjela, jiló, abobrinha, feijão de vagem, pepino, maxixe, mandioquinha, salsa, batata-doce, coentro.  
 
Novembrosemear alface, rabanete, cenoura, brócolis, repolho, couve-flor, batata-doce, coentro.
 
Dezembrosemear abobrinha, feijão de vagem, pepino, cenoura e repolho.


Escrito por vs.margutti às 11:02:11 AM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Venha se deliciar com nossas hortaliças...

Não se esqueça, estamos localizados em Santo André - Bairro Campestre na Alameda São Caetano com a Laranjeiras.

Horário de atendimento: das 06:00hs as 11:00hs. de segunda a sabado... 

Temos vários tipos de hortaliças.

Alfaces Lisa

Alface Crespa

Alface Mimosa

Rúcula

Acelga

Almeirão

Salsinha

Alho Poró

Couve

Ovos Caipira.

 



Escrito por vs.margutti às 10:02:35 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Uma receita simples porém maravilhosa!!!

Vai uma dica...

salada

Salada de baby rúcula com crocante de parma

 

Ingredientes:

1 maço de baby rúcula (Se for hidropônica melhor ainda. Escolha o maço que as folhas estejam menores)
150 g de presunto parma fatiado
10 tomates cereja cortado em 4
50 g de pinoli pronto (pode ser substituído por nozes ou amêndoas)
Folhas de manjericão
Salsinha verde picada

 

Molho:

70 ml de azeite
Suco de meio limão
1 colher de mostarda (Se possível da marca Djon)
Sal

 

Modo de Preparo:

Lave bem e higienize as folhas da rúcula. Prefira as folhas e dispense os caules mais grossos. Enquanto isso, coloque o parma fatiado em uma assadeira e leve ao forno por alguns minutos, até que ele fique crocante. Reserve. Deixe tudo pré-pronto, pois você montará a salada apenas quando todos estiverem prontos para comer. Assim fica tudo bem crocante e saboroso. Na hora de servir, em um ball grande ou tigela, disponha a rúcula e o tomate cereja, regue com o molho (misture tudo e bata com um garfo em um recipiente separado) e delicadamente mexa (obs: não precisa de muito molho, é só para dar um toque). Após isso, quebre com as mãos o parma por cima e jogue os pinolis. Para finalizar, um pouquinho de cada erva. Siga em seguida. Quem quiser, pode temperar mais na mesa.

 

Prato Principal

Filé Mignon com molho de Shimeji

 

Ingredientes:

4 medalhões de Filé Mignon (peça ao açougueiro para já deixar bem cortado). Tempere com um pouco de sal e pimenta-do-reino antes de fritar

 

Modo de Preparo:

Aqueça bem a frigideira, depois coloque o óleo e espere esquentar. Pegue os medalhões e, com cuidado, disponha na frigideira. Obs: Quanto maior for a frigideira, melhor, caso contrário faça em duas etapas. Sele cada lado do medalhão e, enquanto prepara o molho, aqueça o forno e deixe lá para terminar o cozimento e não esfriar. Para isso, você não pode deixar que a carne vá bem passada para o forno, por isso é só selar na frigideira quente.

 

Molho:

2 bandejas de cogumelo shimeji (pode ser substituído por shitake)
1 cebola média ralada
300 ml de creme de leite fresco
100 ml de caldo de frango (pode ser de legumes também)
Sal e pimenta do reino
Salsinha
2 colheres de sopa de manteiga

 

Modo de Preparo:

Em uma panela, derreta a manteiga. Logo em seguida, acrescente os cogumelos já limpinhos e mais soltinhos, refogue na água que eles vão soltar. Espere secar e acrescente a cebola. Frite um pouco e acrescente o caldo, mexa e acrescente o creme de leite fresco, misture. Acerte o sal e a pimenta e deixe reduzir um pouco em fogo baixo. Reserve.

 

Acompanhamento

Batatas Sauté

 

Ingredientes:

4 batatas pequenas com casca
4 colheres de sopa de manteiga
2 dentes de alho
salsinha
sal

 

Modo de Preparo:

Em uma panela grande, coloque as batatas para cozinhar. Fique de olho para que elas não fiquem muito moles. Depois de cozidas, retire-as da água e, se quiser, pode fazer isso um pouco antes e reservar, para finalizar somente na hora do jantar. Corte as batatas em 4 e aqueça a manteiga e o alho em fogo baixo em uma frigideira. Em seguida, coloque as batatas e, no fogo baixo, deixe que forme uma casquinha crocante de cada lado. Evite mexer para que elas não desmanchem. Salpique sal e salsinha por cima. Se estiver com pouco tempo faça isso no forno ao invés de na frigideira, também fica muito bom.

 

Servindo: Depois que o molho estiver pronto, retire os filés do forno, coloque-os num refratário e derrame o molho por cima. Se quiser acompanhar com arroz branco, também é uma boa pedida.

 

Sobremesa

Mousse de chocolate

 

Ingredientes:

3 ovos
5 colheres de sopa de açúcar
1 creme de leite (pode ser caixinha)
200 g de chocolate meio amargo

 

Modo de Preparo:

Separe as gemas e reserve as claras. Em uma batedeira, bata o açúcar com as gemas, até que dobre de volume. À parte, derreta o chocolate meio amargo e misture com o creme de leite e depois com as gemas batidas com açúcar. Na batedeira, bata as claras em neve e, delicadamente, misture tudo. Essa sobremesa deve ser preparada de 8 a 5 horas de antecedência. Coloque na geladeira em um refratário com tampa.



Escrito por vs.margutti às 6:38:52 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Pirâmide Alimentar




Qualquer folha verde, verdura, legume, erva, é considerada um alimento do grupo das hortaliças. Sejam elas cruas ou cozidas, frescas, congeladas, enlatadas, secas, desidratadas, inteiras, cortadas ou na forma de purê ou suco.As cores destas hortaliças, na maioria dos casos, significam a presença de fitoquímicos - substâncias naturalmente presentes com propriedades funcionais de melhorar o funcionamento do organismo e prevenir de doenças.Isto implica na recomendação de um consumo de cores variadas de hortaliças, principalmente as verdes e as alaranjadas, ricas em betacaroteno – a forma vegetal e precursora da vitamina A:

Hortaliças verde-escuras

Acelga
AgriãoAlface
Almeirão
Aspargos
BrócolisCouve
Couve de bruxelas
Jiló
Ervilha torta
Espinafre
EscarolaFolhas de mostarda
Pimentão verde
Quiabo
Rúcula
Vagem

Hortaliças alaranjadas

Abóbora
Cenoura
Pimentão amarelo

Hortaliças ricas em amido
Os tubérculos também estão neste grupo de hortaliças, mas se diferenciam por apresentar um teor maior de carboidrato. Os tubérculos são muito ricos em amido, assim como os alimentos pertencentes ao grupo dos grãos. Exemplos deste grupo:

Batatas (batata inglesa, batata doce, batata yacon)
Cará
Inhame
Mandioca
Mandioquinha ou batata-baroa

Outras hortaliças

Abobrinha italiana
Aipo
Alcachofra
Beterraba
Berinjela
Broto de feijão
Cebola
Cogumelos
Couve-flor
Chuchu
Nabo
Pepino
Pimentões
Repolho branco e roxo
Tomate


A quantidade de hortaliças que precisamos comer diariamente depende da idade, sexo e nível de atividade física.A quantidade diária total recomendada é mostrada na primeira tabela; e a quantidade semanal de cada subgrupo de hortaliças, na segunda.



 

A escolha de hortaliças deve ser feita a partir de seus subgrupos. Procure variar e fazer escolhas diferentes a cada dia, assim você garante uma maior variedade de nutrientes, além de uma alimentação mais colorida e saborosa!


Em geral, 1 xícara de hortaliças cruas ou cozidas, ou de suco de hortaliças, ou 2 xícaras de verduras e legumes crus podem ser considerados como 1 porção.




Comer hortaliças propicia diversos benefícios à saúde. O consumo de frutas e hortaliças como parte de uma dieta equilibrada traz aos seus adeptos uma vida mais saudável e menor risco de desenvolver doenças crônicas. Isso porque elas fornecem nutrientes vitais para a saúde e a manutenção do seu corpo, como fibras, vitaminas e minerais.


· As hortaliças são fontes importantes de muitos nutrientes, incluindo potássio, fibras, folato (ácido fólico), vitamina A, vitamina E e vitamina C.
·Uma dieta rica em verduras, legumes e frutas, como parte de uma dieta saudável reduz o risco do desenvolvimento de doenças cardiovasculares e de diabetes tipo 2 .
· A maioria das hortaliças é naturalmente pobre em gorduras e calorias. Nenhuma tem colesterol, mas fique atento aos molhos e óleos utilizados em saladas e legumes que podem acrescentar muitas calorias extras. Use a tabela de informações nutricionais para comparar as calorias e a quantidade de gordura e sódio nesses produtos.

Fibras
· Hortaliças auxiliam no processo de perda de peso: são pouco calóricas e proporcionam maior sensação de saciedade devido ao alto teor de fibras e água.
· A presença de fibras na alimentação diária ajuda a reduzir os níveis de colesterol no sangue e a melhorar o controle da diabetes tipo 2.
· As dietas ricas em alimentos que contêm fibras auxiliam no bom funcionamento do intestino e proporcionam uma sensação de bem-estar.

Minerais

·Consumir frutas e hortaliças ricas em potássio auxilia no processo de contração muscular e metabolismo dos carboidratos.
·O potássio ajuda também a manter a pressão arterial saudável.
·As fontes de potássio nas hortaliças incluem produtos à base de tomate (extrato, molho e suco), folhas de beterraba, batatas, abóbora, espinafre.

Vitaminas
· O folato (ácido fólico) ajuda o corpo a formar glóbulos vermelhos. As mulheres em idade fértil e as grávidas no primeiro trimestre de gravidez devem consumir quantidades adequadas de folato, isto reduz o risco de defeitos do tubo neural, durante o desenvolvimento fetal.
·A vitamina A mantém os olhos e a pele saudáveis, combate os efeitos do envelhecimento e protege o organismo contra infecções.
· A vitamina E é um potente antioxidante, protegendo as membranas celulares.
·A vitamina C ajuda no processo de cicatrização, fortalece a imunidade e auxilia na absorção do ferro.
·O potássio ajuda também a manter a pressão arterial saudável.

Em casa:

· Organize suas compras e compre hortaliças frescas, congeladas ou em conserva.
·Prefira hortaliças que sejam práticas de preparar: folhas para salada pré-lavadas, vegetais que podem ser consumidos crus ou cozidos como a cenoura, a beterraba, a abobrinha, o tomate, a cebola, o repolho.
· Para uma salada rápida: escolha folhas variadas, acrescente cenoura crua ralada, pepino fatiado, cubinhos de tomate, ervas frescas.
· Corte tirinhas de abobrinha, chuchu, cenoura, repolho e leve à frigideira com pouco óleo ou azeite.Adicione temperos e ervas.
· Inove com vegetais grelhados: corte fatias de berinjela, cebola, tomate, abobrinha e leve à frigideira quente com pouco óleo e shoyu.
·Use cenoura, pimentão e abobrinha em tiras dentro de um rocambole de carne, pães e bolinhos.
· Inclua hortaliças picadas no molho de macarrão ou no recheio de tortas e lasanhas.
· Escolha pizzas vegetarianas com cogumelos, pimentão, rúcula e escarola como forma de incluir hortaliças na sua alimentação.
· Grelhe espetos feitos com brócolis, cebola, pimentão, tomate e abobrinha como parte de um churrasco.Recheie ou incremente carnes e aves com seletas de legumes (cenoura, ervilha, vagem, milho).
·Enriqueça o caldo de feijão com cubos de abóbora, folhas de repolho ou couve. O purê de batatas também pode ter seu valor nutricional aumentando quando misturado com uma cenoura ou beterraba cozida ou alho poró e cebola.
· Varie suas escolhas de legumes e verduras para que suas refeições sejam coloridas, nutritivas e apetitosas!
· Surpreenda com legumes em pacotinhos ao forno: corte fatias ou cubos de vegetais, tempere com ervas, grãos de mostarda, caldo de legumes, pimenta fresca ou outros de sua preferência. Embrulhe tudo em quadrados de papel manteiga, feche e leve ao forno para cozinhar.

Para manter o valor nutricional:

· Prepare alimentos com ingredientes frescos para garantir a qualidade dos nutrientes e menor ingestão de sódio. A maior parte do sódio no suprimento alimentar vem com alimentos prontos ou processados.
· Utilize o forno de microondas ou uma panela com um recipiente perfurado sobreposto para cozinhar brócolis e outros vegetais ao vapor.
· Experimente hortaliças crocantes, cruas ou ligeiramente aferventadas, desta forma os nutrientes são mais bem preservados.
· Mantenha as hortaliças separadas da carne, aves e peixes crus ao comprar, preparar ou guardar, assim você evita a contaminação entre os alimentos.
· Refogue folhas como o espinafre, a escarola, a couve, depois de passar levemente em água quente. Tempere com caldo de legumes e refogue com pouquíssimo óleo, alho e tomate, apenas por alguns minutos.

Torne as hortaliças mais atraentes:

· Experimente servir palitos crocantes de vegetais crus como petisco: cenoura, pepino, aipo e buquês de couve flor e brócolis ficam ótimos com um molho à base de iogurte e ervas.
· Inclua hortaliças da estação para ter uma variedade o ano todo.
· Corte os legumes de uma forma diferente e faça um prato colorido e atraente.
·Experimente temperar os legumes com caldo de legumes antes de cozinhar. Assim você não precisa acrescentar muito óleo e sal para dar gosto aos vegetais.
·Os molhos podem dar muito sabor a saladas e legumes. Boas opções são: shoyu misturado com gengibre, mostarda com suco de laranja, iogurte com hortelã, aceto balsâmico com mel, limão com azeite com manjericão e cebola.
· Aposte nos sentidos: acrescente cor às saladas com cenoura ralada, repolho roxo em tiras ou folhas de espinafre; mude a textura com cubinhos de pão ou cereais integrais crocantes por cima; inove com o sabor agridoce com pedaços de frutas, suco de laranja; e finalize com um toque especial ao visual: gergelim preto, semente de papoula, fatias de carambola e flores podem sofisticar sua salada.

Nas refeições:

·Sempre inclua um prato colorido com hortaliças, uma salada, legumes refogados, salteados ou sopas, seja antes, como uma entrada, durante, como acompanhamento ou depois para finalizar a refeição.
· Experimente uma salada como prato principal no almoço ou jantar, pelo menos uma vez na semana. Acrescente um alimento rico em proteína e um alimento fonte de carboidrato para que sua salada fique completa. Além de nutritiva fica bastante colorida e balanceada! Só fique de olho para não exagerar no tempero da salada!


· Peça para elas ajudarem a comprar, limpar, descascar ou cortar as hortaliças para que se familiarizem com os vegetais.
· Deixe as crianças decidirem as hortaliças do jantar ou as que serão utilizadas na salada. Ao participar elas podem se comprometer em comer.
· Dê um bom exemplo para as crianças ao consumir e deixar sempre disponível à mesa: legumes e saladas nas refeições principais.
· Sirva hortaliças cortadas como parte de lanches da tarde.
· Introduza hortaliças aos poucos em pratos como arroz, feijão, sopas, panquecas e risotos todos os dias até conseguir incluir na forma de saladas.
· Observe as reações da criança ao introduzir uma hortaliça nova, caso ela não goste, espere um pouco e tente novamente em outra preparação.

FONTE: SITE PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE


Escrito por vs.margutti às 6:32:37 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Estamos localizados em Santo André: Alameda São Caetano com a Laranjeiras - Bairro Campestre - Santo André - SP.

Temos varios tipos de hortaliças, colhidas na hora.

Nossas hortaliças não são utilizados nenhum tipo de agrotóxico, apenas produtos organicos

 Espinafre

Reconhecido como uma das hortaliças mais nutritivas, é indicado para pessoas anêmicas e também ajuda a controlar a pressão arterial

Texto João Mathias
Consultor Geovani Bernardo Amaro*


Os fãs do desenho animado Popeye sabem o quanto o espinafre faz bem: toda vez que vai enfrentar Brutus, o inimigo fortão, para salvar sua amada Olívia Palito, o marinheiro recorre a um punhado dessa folhagem para ganhar mais força. E não é para menos: a hortaliça é rica em ferro, vitaminas A, B1, B2, B5, C, D, E, K, cálcio, fósforo, potássio, magnésio, ferro, sódio, enxofre, cloro e silício.

Por conta de todas essas propriedades, é indicado para pessoas com anemia e desnutrição, além de ajudar no combate à pressão arterial alta e cálculos renais.

Existem dois tipos de espinafre, originários de diferentes regiões. Um deles pertence à família Chenopodiaceae, é nativo do sul da Ásia e foi levado para a Europa no início do século 12. O outro, mais fácil de ser encontrado no Brasil, é da família Aizoaceae, com origem na Nova Zelândia e Austrália. É cultivado principalmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

A hortaliça é fácil de plantar, pois não exige muito espaço. Uma opção para locais com pequena área disponível é o uso de caixas com altura de 20 a 25 centímetros.

O cultivo da hortaliça é simples, já que não é das mais exigentes; é também rústica, com boa resistência a pragas e doenças

O espinafre também é rústico e tem resistência a muitas pragas e doenças. Contudo, fungos e insetos são seus maiores inimigos. Eles comem as folhas ou sugam a planta. Deixar a horta sempre limpa ajuda a evitar a presença dos invasores.

O espinafre pode ser consumido em saladas, sopas, suflês, omeletes e no recheio de tortas, massas e quiches. O melhor é utilizar as hortaliças com folhas verdes uniformes, sem sinais de murchamento e pontos escuros. Como tem durabilidade baixa, o espinafre precisa ser conservado no refrigerador, onde se mantém por no máximo cinco dias.

 



Escrito por vs.margutti às 6:13:50 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 

Hortaliças Fresquinhas todos os dias...

Venha nos visitar, temos hortaliças fresquinhas todos os dias...

 



Escrito por vs.margutti às 5:46:58 PM
[] [envie esta mensagem
] []


 

 
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]